domingo, 17 de maio de 2009

Abelhas

bee_pollen_macro

Trinta por cento, é a estimativa de responsabilidade das abelhas na produção de alimentos pelo mundo. Mas estão morrendo, ano após ano, sem explicação. De repente não voltam para casa (colméias) após o trabalho. Criadores de abelhas americanos perceberam o fenômeno e entraram em contato com pesquisadores universitários. Até agora só existem suspeitas, que recaem sobre uma confluência de fatores relacionados a nutrição, agrotóxicos e doenças.

Os três fatores estão relacionados a forma como os seresm humanos produzem seus alimentos. Os agrotóxicos não estão presentes em todos os casos de morte das colméias, abelhas que polinizavam plantações organicas também foram atingidas. Mas os outros fatores estavam presentes e são potencializados pela criação ou pela utilização de abelhas em monoculturas.

Novidade pra mim que abelhas são alugadas para polinizar plantações mundo afora. Este trabalho garante uma variedade de vegetais em nossas mesas. As colméias são levadas para fazendas e deixadas por um tempo polinizando. Geralmente as abelhas trabalham em monoculturas, o que não garante variação nutricional para os insetos. A criação tambem facilitou a propagação de vírus que atinge as abelhas.

Segundo os pesquisadores não haverá extinção de abelhas, nem dos alimentos que dependem de polinizadores silvestres. O problema é que possivelmente o preço vai subir, devido as dificuldades de produção ocasionadas pelo pouco número de abelhas. Claro, também haverá problemas para as famílias que vivem do aluguel de abelhas.

Fonte: Scientific American, maio de 2009.

Um comentário:

Flor D'Alma disse...

Que estupidez o homem escravizar abelhas com propósitos comerciais!